Vamos ser um pouquinho clichê nesse último dia do ano?


Todo ano é a mesma coisa. Chegam os últimos dias e começamos a pensar nesse ano inteiro que se passou e prometemos que alguma coisa será diferente, que nós mudaremos as coisas ruins em nós mesmos e afastaremos o que não nos faz bem. E então fazemos essa promessa no final do próximo ano e assim por diante.

Se eu quero uma coisa para o próximo ano é que ele seja igual a este: cheio de surpresas, coisas boas, pessoas boas, prosperidade, de saúde, de amor, alegria, de tudo de bom que este ano foi. Até mesmo um pouco da parte dolorosa, por que é com dor que a gente cresce. E se tem uma coisa que aconteceu em 2013 foi isso: eu cresci. Cresci, amadureci e continuei a mesma, não tem coisa melhor do que isso. E é justamente por este motivo que quero que meu novo ano seja igualzinho a este.

Conheci pessoas novas, reaproximei pessoas antigas, tive o prazer de quebrar a cara, de colar, de não deixa-la com rachaduras. Ousei, brinquei, fui responsável e muitas vezes irresponsável (quando digo muitas, foram muitas mesmo). E, meu Deus, como é bom. Como é bom fechar os olhos, respirar e pensar que tudo valeu a pena. Abrir os olhos e sorrir, querendo tudo de novo, sabendo que tudo que foi reservado pra mim esta vindo e estou aceitando de muito bom grado e continuarei aceitando por sei que é o melhor. 

Que venha meu próximo ano, o novo ano,
que seja tão incrível quanto eu sei que a vida pode ser.

Nenhum comentário:

Postar um comentário